Notícias

Como blindar o amor do ódio?

Em minha viagem à Lisboa esse ano, estive conversando com meu querido amigo Walter Marcos sobre a linha tênue entre esses dois sentimentos.

Refletimos sobre varias situações em que as pessoas saíram rapidamente do amor ao ódio de outra pessoa com uma rapidez e fluidez enorme e toda discussão girou em torno de como blindar esse amor desse ódio.

Surgiram varias opções de estratégias e nenhuma me convencia da possibilidade dessa blindagem!

Lembrei de varias situações que eu mesmo já vivi essa mistura e consequentemente a anulação do amor por alguém.

Você provavelmente já viveu isso, ou pelo menos, conhece alguém viveu. É doloroso ver alguém amado nos odiando, principalmente se esse amor foi construído ao longo de vários anos e se solidificando na reciprocidade. As vezes é quase incompreensível essa situação, e acabam gerando consequências terríveis, chegando ao ponto de fazer as pessoas terem comportamentos primitivos e irracionais.

Depois de muita reflexão sobre o tema e buscando encontrar um caminho para diminuir a possibilidade do amor se transformar em ódio, eis que me veio um insight poderoso e que me encheu de esperança e entusiasmo, pois talvez sejamos capazes de realmente criar uma blindagem do amor.

Antes de expor o como fazer isso, quero que entendam uma coisa fundamental sobre esses dois sentimentos.

Aparentemente eles são antagônicos e estão em polos distantes, mas quando os colocamos em um circulo esses polos se encontram.

Daí a facilidade de um sobrepor o outro!

Vejam, o quanto é realmente muito tênue a linha que os separam e isso aumenta ainda mais a necessidade de estarmos sempre atentos para isso.

O amor é um estado essencial e puro, isso significa que todos nos o temos em nossa essência, e por ele estar puro, mistura-lo maculando seu estado de pureza o transforma.

A melhor estratégia que encontrei para blindarmos o amor é colocarmos nesse circulo a partir dele, outros estados essenciais como a gratidão, o respeito, a fidelidade, a compreensão, a verdade, a compaixão e outros estados essenciais que evitem o ódio chegar perto do amor.

Foi um insight maravilhoso e que me encheu de entusiasmo e vontade de espalhar essa estratégia para todos a minha volta e assim garantir que o amor será um constância na vida de todos.

Pensem nisso e contem comigo para fortalecer essa estratégia na vida de vocês.

Abraços,

Marcos Mazullo

Psicoterapeuta – CRT 46479

Master Practitioner em PNL e Renascedor Integrativo

(0)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *