Notícias

Você sabe o que é Rebirthing, a terapia do Renascimento?

Rebirthing é uma palavra que tem muitos significados. Duas significações são das mais importantes: uma é “Aprender a respirar energia tão bem quanto o ar”, a outra é “Liberar o ciclo de nascimento e morte e integrar o corpo e a mente na consciência da vida, do espírito eterno, e tomar-se uma expressão consciente do Espírito Eterno”.

O Rebirthing (Renascimento) é tão antigo quanto o próprio homem. A arte de respirar energia tão bem quanto o ar é amplamente difundido nas tradições orientais, principalmente na chinesa e indiana. Os Yogues foram os primeiros “renascedores” do mundo. Têm praticado a técnica de respiração de Energia Consciente por milhares de anos. Todas as culturas orientais, que visam o autoaperfeiçoamento, dão ênfase ao Prana ­– energia vital, absorvido através de movimentos respiratórios. O Prana é a vida, o Prana é a evolução do Ser Humano, pois é por meio dele que se queima e se produz a vida.

Antigamente, não se pensava em respiração da maneira como ela foi desenvolvida no Rebirthing. Havia aspectos relacionados, mas que estavam dissociados. A partir do momento em que esses aspectos foram registrados, o Rebirthing atual começou a se desenvolver.

Algumas pessoas usam a palavra Rebirthing para expressar uma liberação das emoções ou algum fluxo de energia no corpo que estimula a respiração.

Leonard Orr, o fundador do Rebirthing, liberou toda sua urgência de morte, seu trauma de nascimento e padrões familiares antes de aprender a respirar do modo específico do Rebirthing. No entanto, hoje aprendemos a respirar primeiro e, depois disso, liberar todos esses fatores. Esse é o caminho mais fácil, pois a respiração consciente provoca essa liberação.

Leonard Orr diz: “Eu liberei a mim mesmo de toda a minha urgência de morte, do trauma do nascimento e de padrões familiares, antes mesmo que eu aprendesse a respirar como no Rebirthing. No entanto, atualmente muitas pessoas aprendem a respirar primeiro e liberar tudo depois. Porém, esse é o caminho mais fácil. A história sobre o Rebirthing é uma história da descoberta de todo um processo. Eu sou conhecido como o fundador do movimento do Rebirthing.”

Como o Rebirthing foi criado?

A primeira experiência do Renascimento foi em 1962, quando Leonard Orr estava na banheira e não conseguia sair, apesar de ter um compromisso importante. Ele permaneceu lá por duas horas. Ele precisava sair pois estava com muita pressa, estava atrasado para sua reunião de trabalho. Nessa época, Leonard Orr pesquisava sobre a Imortalidade Física, o que ativou determinados processos relacionados ao ciclo de energia.

A principal descoberta ocorreu entre 1974 e 1975. A cada ano, Leonard aprendia mais sobre respiração e libertação espiritual das formas mais variadas.

Primeiro, aprendemos a respirar energia e depois podemos praticar isso diariamente também dentro de uma banheira. Uma experiência de Rebirthing se refere comumente à liberação da dor psicanalítica e receber uma energia saudável, enquanto se realiza um ritmo de respiração conectada. Esse processo de liberação por si só não é normalmente doloroso nem dramático. O ritmo de respiração conectada pode, instantaneamente, acabar com o sofrimento físico ou espiritual.

A respiração conectada tem sido usada até como anestesia, em caso de fraturas, de queimaduras e de dores em geral. Ela faz com que a Energia Divina flua no corpo e libere essa energia. Isso significa respirar liberando concentrações de energia negativa, purificar e equilibrar nossa energia corporal – a alma, a aura, o corpo emocional.

O primeiro centro de Rebirthing foi em Walton, uma pequena vila no condado de Delaware, do estado de Nova York, em 1975. Walton foi onde Leonard Orr nasceu.

Em 1974, Leonard deu um seminário de psicologia espiritual. Falou sobre as lembranças de seu nascimento e muitas pessoas que estavam assistindo quiseram se lembrar do seu também. Ele então lhes disse que entrassem em suas banheiras e ficassem sentadas lá até sentirem que era o momento de saírem, ou que continuassem lá por 30 minutos a uma hora. O sentimento que costumamos ter é o de grande dificuldade e, cada vez que enfrentamos essa barreira, logramos uma enorme compreensão de nós mesmos e de outros programas que estão nos controlando. Esse foi o começo do Movimento do Rebirthing. Essa foi a primeira técnica do Rebirthing: simplesmente se sentar e meditar em uma banheira sobre os obstáculos na sua vida.

Muitas das pessoas que passaram por isso liberaram suas emoções e partilharam com os outros o que lhes aconteceu. O que aconteceu lá foi de grande impacto.

Algum tempo depois, Leonard teve a ideia de usar um snorkel e clips para o nariz na banheira quente. No momento em que as pessoas são colocadas na água, elas entram em contato com um ambiente semelhante ao útero e, instantaneamente, regressam ao nascimento e a estados de consciência pré-natal. As pessoas que foram colocadas na água no início do movimento do Rebirthing não apenas tiveram lembranças, mas regressaram a estados psicofísicos. Isso era uma experiência espiritual, mental e física completa. Essas pessoas completavam o ciclo de energia integrado a uma experiência de cura. Leonard permanecia com cada uma dessas pessoas até elas sentirem paz. Elas sentiram essa paz que transcende todo entendimento.

As pessoas começaram a criar um ciclo de energia por meio da respiração, pois estavam totalmente submersas, apenas respirando pelo snorkel, e as lembranças reprimidas alteravam o processo respiratório, sobretudo quando aflorava uma lembrança traumática ou alguma sensação mais forte, a respiração voltava a e equilibrar e as pessoas relaxavam e liberavam essas lembranças.

Nesse momento, observou-se que a respiração era o fator fundamental para a consciência, bem como a água. O ambiente da banheira simulava o espaço do útero e, consequentemente, liberava lembranças e emoções de infância, de nascimento e pré-natal. A isso se deu o nome de CICLO COMPLETO DE ENERGIA – quando a pessoa respira e ativa lembranças, purificadas nesse processo, durante o qual a pessoa se sente calma e relaxada, como se tivesse expirado memórias traumáticas e aliviado o corpo, a mente e o espírito.

Foi esse grupo de pessoas que levou Leonard Orr a adquirir a mansão vitoriana em São Francisco/CA que veio a ser conhecida como “Theta House”. Ali, foi criado o Seminário de Um Ano (OYS, isto é, One Year Seminar). Esse é um trabalho do Rebirthing em que um mesmo grupo de pessoas se encontram pelo período de um ano, uma vez por mês, das 10:00 às 22:00.

A partir daí foi criada uma família espiritual. Fazer em um ano o que os membros de um grupo têm a intenção de realizar, apoiando-se mutuamente na superação do ciclo de nascimento e morte. O primeiro OYS ou SUA era um grupo interessado no aprendizado do domínio da Imortalidade Física e na Transfiguração. Transfiguração significa capacidade para desmaterializar e materializar o corpo e superar a morte física. Depois de tudo isso, o grupo teve um sentimento de total liberdade e iluminação. Esse grupo de pessoas chamou-se “Pioneiros do Rebirthing”, os quais deram vida ao que é o Rebirthing de hoje.

O Movimento do Rebirthing evoluiu tecnicamente a partir da Casa Theta, pois foi criado um sistema por meio da experiência de várias pessoas, de acordo com os seus ciclos de Respiração de Energia Conectada. Essas pessoas, que eram em oito, são atualmente, junto com Leonard Orr, os profissionais de maior experiência na área do Rebirthing e entre eles estão Sondra Ray, Phil Laut, Jim Leonard, Bob Birdsall e Bob Mandell.

No próximo post sobre Rebirthing abordaremos algumas das técnicas de respiração.

Fiquem atentos!

(0)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *